Não conseguiu ver este e-mail? Clique aqui!
Brasil, 2 de abril de 2018 | Edição 3.119
Compartilhar
Tuitar
Encaminhar

Crescer de forma sustentável é conseguir gerar experiências positivas



A união de distintas visões sobre o cenário de investimentos no Brasil foi promovida pela Icatu Seguros no começo de março, em encontro promovido pela companhia junto a gestores de fundos. Na oportunidade, a equipe de JRS conversou com o vice-presidente corporativo da companhia, César Saut.

“É extremamente inteligente trazer diferentes pontos de vista para o atual panorama da economia brasileira. Aqui abordamos efetivamente o que tem sido realizado na gestão de ativos para fomentar esclarecimento e agregar valor sobre a cultura financeira”, comentou o executivo em entrevista ao programa Seguro Sem Mistério.

César Saut ainda elenca que crescer de forma sustentável é conseguir gerar experiências positivas para os atuais consumidores. Para se ter uma ideia, a Icatu Seguros tem mais de 6 milhões de clientes em todo o Brasil. “Ninguém faz nada sozinho, quando se fala em César Saut temos uma equipe no Rio Grande do Sul com mais de 160 pessoas com um turnover [rotatividade de funcionários] praticamente nulo”, ressalta.

Segundo a coluna Broadcast, do Estadão, a seguradora deve fechar o primeiro semestre com 15 novas gestoras de fundos de previdência na plataforma. Com isso, a casa alcançará 60 gestoras na prateleira. O crescimento das parcerias vem na esteira da nova regulamentação dos fundos de previdência, que deu mais liberdade de gestão aos produtos. Esses fundos agora podem investir, no caso dos destinados a investidores qualificados, até 100% em renda variável, e também há a possibilidade de investimento de até 10% no exterior.


// Saiba mais

Compartilhar
Tuitar
Encaminhar

4 falhas de governança corporativa


Alavancar resultados de forma estratégica é, ou deveria ser, o grande objetivo do gestor de um negócio nos mais diversos segmentos. Segundo o professor Marcos Assi, a governança corporativa contribui para o desenvolvimento econômico sustentável, pois facilita o acesso a recursos e melhora o desempenho empresarial.

“Isso é o que determina as regras a serem aplicadas em um negócio e forma uma estrutura de trabalho que promove melhores práticas administrativas”, diz o especialista.

O também Mestre em Ciências Contábeis e Atuariais pela PUC-SP aponta que este ponto, além de agregar valor a um negócio, proporciona mais agilidade, autonomia e transparência nas empresas. “A falta de uma estrutura sólida de governança pode trazer prejuízos às companhias. É primordial detectar falhas que possam comprometer o profissionalismo”, revela.

// Saiba mais

Compartilhar
Tuitar
Encaminhar

Securitários da Serra gaúcha se engajam em páscoa solidária



A Confraria dos Securitários da Serra Gaúcha realizou seu primeiro encontro de 2018. Além de momentos de confraternização entre os profissionais que integram a Confraseg, a ocasião também foi propicia para organizar ações para 2018 e arrecadar doações de páscoa que farão a alegria das crianças da Instituição Centro Espírita Alunos do Bem, em Caxias do Sul (RS).

“Além de muita conversa, risadas e comida boa, arrecadamos chocolates que farão a páscoa mais doce e alegre para as crianças”, diz a publicação da página da Confraria nas redes sociais. “Agradecimento especial aos chef’s da noite Dani, Carol e Ronaldo! Estava tudo muito bom”, complementa.


// Saiba mais

Feliz aniversário!

2 de abril
Rebeca de Araújo Sidoruk (GBOEX)
Antonio Carlos Carvalho de Souza (GBOEX - UN. Campo Grande)

Carla Freitas (Livonius Seguros)
Lilian C Noal (Sindicato dos Securitarios RS)
Thaís Barbiani Arnez

*Cadastre-se pelo site do JRS ou 
clique aqui.
Copyright © 2000/2018 - JRS, Todos os direitos reservados

Também não gostamos de spam
você pode alterar suas opções ou cancelar sua assinatura.